Boa Noite! Hoje é 11 de Novembro de 2019


Resiliência é a palavra que define a jornada de Roberto Maehler

cb5a4606-1304-4e8b-b476-1bb625795c2d
bb5d30b0-3ad1-4c6d-bf8b-e0fe5812a79c
Resiliência é a palavra que define a jornada de Roberto Maehler

Resiliência é a palavra que define a jornada de Roberto Maehler. Todos os obstáculos enfrentados ao longo da trajetória como atleta de alto rendimento, não o impediram de continuar lutando pelo seu sonho. Depois dos Jogos Olímpicos RIO2016, quando realizou seu sonho, Roberto Maehler decidiu sonhar mais uma vez, agora com um novo projeto: Tokyo2020.
Em 2019 o sonho ganhou o aporte do Programa de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado do Paraná, o PROESPORTE, no qual contou com a Concessionária de Energia Elétrica Paranaense - Copel como a principal apoiadora financeira do projeto. Pela primeira vez o atleta pode treinar em condições adequadas ao padrão olímpico. A partir de fevereiro contratou um técnico estrangeiro que o acompanhou em um estágio internacional, algo inédito na sua carreira. Com isso, no mês de março conquistou uma medalha de ouro e outra de prata na Copa Brasil de Canoagem, classificando para os eventos internacionais: Campeonato Sul-americano, Copa do Mundo, Mundial de Canoagem e Jogos Pan-americanos.
A contrapartida de Roberto foi proporcionar à comunidade cascavelense aulas de canoagem no Lago Municipal, com o intuito de dar a crianças e adolescentes uma oportunidade de conhecer o esporte e talvez descobrir um novo talento.
Mas os desafios não acabaram, a vida reservou mais uma surpresa para Roberto. Ao ser aprovado em um concurso público da Marinha do Brasil, preciso tomar uma difícil decisão entre duas paixões: seguir a carreira militar ou participar dos eventos internacionais como atleta. Naqule momento, diante de toda sua experiência, sabia que poderia realizar as duas coisas. Contudo, não foi possível participar dos Jogos Pan-americanos – o quarto de sua carreira – devido ao Curso de Formação de Oficiais.
Hoje formado exerce sua função como treinador de canoagem dos aspirantes da Escola Naval e segue a sua rigorosa rotina de treinamento, pois faltam menos de sete meses para o Campeonato Pan-americano no Chile, quado Roberto buscará a sua vaga para Tóquio. Aqueles que acompanham sua rotina o chamam de “louco”, mas o fogo sagrado que aquece seu sonho o impele, dia após dia, treino após treino, acompanhado da chama olímpica, a concluir o projeto Roberto Maehler em Tokyo 2020.