Boa Tarde! Hoje é 18 de Setembro de 2019


Case de Sucesso com Eloi Treter: Gestor, homem de família e com feeling comercial admirável

CASE DE SUCESSO

Eloi Treter
Gestor, homem de família e com feeling comercial admirável


Nascido em 1961 na cidade de Tenente Portela/RS, filho de mãe alemã e pai de origem russa, ambos agricultores. Criaram Eloi e os outros cinco irmãos com visão conservadora, dando pouca ou nenhuma liberdade e impondo rigidez e disciplina.
Ainda criança mudou-se com a família para Nova Santa Rosa/PR, desde pequeno fazia sua parte na divisão das atribuições, e aos 8 anos já cozinhava para a família antes de ir para a escola. Aos 16 anos começou a trabalhar como auxiliar de escritório em um frigorífico em Guaíra/PR, quando despertou para a vida comercial.
Aos 17 iniciou sua carreira como representante e vendedor de equipamentos agrícolas na Camagril Guaíra/PR. Decidiu se emancipar, com ajuda financeira de seu irmão comprou seu primeiro carro um Corcel 1976.
Eloi perdeu a mãe aos 21 anos e o pai aos 22 anos. Ainda no colégio conheceu Iara Vazzoler, onde após dois anos de namoro casaram-se e construíram sua própria família. Em 37 anos de união, tiveram 02 filhos, hoje já criados. Seu filho mais velho é Giovani é administrador e representante comercial, sua filha Viviane é psicóloga.
Jovem ambicioso que alimentava sonhos e crescimento profissional, decidiu que através de seus esforços conseguiria ser reconhecido e atingir seus objetivos, e assim fez!
Recebeu um convite da Apolinário Máquinas Agrícolas, em Ponta Porã/MS, na função de representante comercial. Posteriormente aceitou uma proposta para atuar como gestor da Camagril na cidade de Assis/PR. Proposta aceita, a família voltou, e permaneceu ali por mais cinco anos.
Ele não faz falsa modéstia, gosta muito de visitar seus antigos amigos e ex-colegas de trabalho. Agora, enquanto gestor, também se orgulha pelo carinho dos colaboradores que conheceu durantes suas gestões.
Aos 28 anos Eloi começou a trilhar sua história no ramo automotivo, deixando de lado as funções no ramo de maquinário agrícola, quando ingressou como gestor na Giombelli Chevrolet, já em Cascavel/PR.
Durante um período trocou a gerência da Chevrolet Cascavel, pela Gerência da Chevrolet Foz do Iguaçu. Nesta fase de idas e vindas, atribui o sucesso do apoio que recebeu da esposa Iara, que cuidava dos filhos e da casa durante essa maratona. Depois a necessidade de aproximar-se da família, fez com que voltasse a Cascavel, agora como gestor da Ford Slavieiro.
Inquieto, dedicado e na incessante vontade de explorar outras oportunidades, Eloi conheceu o Grupo Urio Mitsubishi Brizza, e o Diretor Marcos Urio, o qual concedeu a oportunidade de ingressar no mundo Mitsubishi como gestor. Desde então Eloi vem trilhando uma linda história dentro da gestão da concessionária Brizza Mitsubishi, gestão que foi premiada, em 2013, como a melhor concessionária Mitsubishi do Brasil.
GESTOR PREMIADO:
Sob sua gerência a concessionária Brizza Mitsubishi de Cascavel foi eleita em 2013 a melhor do Brasil dentre as 180 existentes. Em 2014 foi eleita a 3a melhor e em 2015 a 3a melhor novamente! A premiação é dada após a avaliação de mais de 50 itens, incluindo desde a estrutura até o atendimento de venda, pós-vendas e serviços. Eloi atribui essas premiações ao trabalho incessante de toda a equipe, que busca oferecer sempre o melhor aos clientes!
Eloi Pai:
O Eloi seguiu um modelo de família e de paternidade totalmente diferente do modelo que vivenciou na infância. Os filhos Giovani, Administrador e Representante comercial, e a filha Viviane, Psicóloga, são muito próximos do casal. Eloi se declara loucamente encantado pelas netinhas Isabel(9) e Sara(5), filhas de Viviane:
“O abraço das minhas netas para mim é inspiração.”
Eloi Gestor:
“Eu acredito que parte da credibilidade que a empresa transmite e da confiança que o cliente sente, se deve à permanência dos colaboradores. A alta rotatividade de colaboradores não dá aos clientes uma boa impressão!”
Um pesar...
“Meu único pesar é não ter alimentado mais o crescimento do conhecimento acadêmico, não ter feito uma faculdade.”
Ponto alto/Ponto baixo:
“Os pontos baixos foram os erros cometidos pela falta de experiência ou maturidade enquanto profissional. O ponto alto foi o reconhecimento da diretoria e colaboradores por onde passou.

1-eloi
tnVAND0216
tnVAND0218
tnVAND0760